Em Destaque

Os media – o mercado e os valores cristãos. Relato de um Almoço com o Pe. Américo Aguiar

0 231

Fantástica e inédita palestra, onde o mau tempo impossibilitou a sua presença física e foi com recurso ao Skype, por diferente e único nos 68 anos de história da ACEGE, ao melhor nível da inteligência artificial! Ficamos gratos ao apoio local da RR.

Um convidado especial e amigo, recebido com amizade pelo Presidente da ACEGE Porto, João Anacoreta, que lembrou o Pre. Américo Aguiar como “uma das figuras mais conhecidas da Igreja do Porto, uma personalidade destacada na vida eclesiástica e no mundo da comunicação social em Portugal”, que deu ser à Igreja e Torre dos Clérigos, o ex-líbris do Porto, hoje um monumento de referência cultural em Portugal!

O Padre Américo Aguiar começou por fazer um enquadramento do Grupo RR, que vive exclusivamente das suas receitas de publicidade, numa mensagem real sobre os Media e seus Valores Cristãos, ao seu bom estilo, num diálogo alegre, participado, em Família, mas igualmente transversal à nossa vida, Pessoal, Familiar ou Empresarial. Uma verdadeira aula de gestão ou quiçá mais numa de análise SWOT (as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) na vertente da Rádio e onde a RR é líder nacional!

Vivendo nós num mundo em mudança, também o é na rádio, que desde os finais dos anos 90 assistiu à sua 1ª mudança, tecnológica, passando da tradicional rádio das notícias (generalista) para uma rádio de música e de entretenimento e com os que não se adaptaram a perder audiência ou, simplesmente a sucumbir. Mas as mudanças continuam e hoje, a pouca conversa ou mesmo a pouca disponibilidade para ouvir estão presentes, sendo ainda por pior a falta de interesse para ouvir quem pensa diferente ou na procura da reflexão e do diálogo!

Novos problemas, novas ameaças, algumas graves ancoram em redes sociais e que, até podem pôr em causa a própria democracia, afirmou!

A força da RR está nos seus valores, sempre presentes até para saber dizer não a alguns tipos de publicidade, mesmo sabendo que decidir não, é não facturar! Ou pelo cuidado a ter em festivais de música de verão, a fim de evitar, por exemplo, a introdução de produtos não recomendáveis!

Todos temos consciência dos efeitos da crise financeira e do impacto nos cortes da publicidade e as consequentes dificuldades nos grupos de comunicação! Período onde a RR soube estar, soube inovar e soube resistir positivamente!

Nunca esquecendo, como fácil é decidir pelo emagrecimento dos efectivos em tempos de crise, mas onde, para o Padre Américo Aguiar como Presidente do Grupo RR, os seus 250 colaboradores, suas Famílias e seus problemas específicos, podem contar com ele! É fácil propor a redução de recursos humanos, mas para a RR estamos sempre a falar de Pessoas, cada qual com a sua Família!

E porque é líder da rádio em Portugal a RR?

Em primeiro lugar a questão da Verdade! Na RR não há “fake news” – “notícias falsas” e para a marca RR os valores principais residem na VERDADE e na CONFIANÇA = O Máximo Valor!

Outro tema tem a ver com a Programação tendo por certo que a publicidade está intimamente ligada às audiências e resultam em receitas! Os novos meios de comunicação matam os outros, caso não nos soubermos adaptar às novas realidades! E o mesmo é válido para a programação religiosa, sempre presente, mas com conta, peso e medida! Vivemos num mundo de oportunidades, dando o exemplo de um jornal de papel Americano que viu as assinaturas em queda brutal, mas inovando conseguiu que o seu novo jornal digital conseguisse uma compensação positiva de assinantes!

Mostrando uma dinâmica de realçar o Grupo RR criou o novo cargo de CEO Digital, já que ao nada fazer, ter-se-á o destino traçado!

A rádio não estará em crise, mas sim em mudança!

Mais de 64% dos ouvintes da rádio são no automóvel, depois em casa e no trabalho! Em termos globais assistimos hoje ao fim da FM nos países Nórdicos e à sua implementação na América do Sul! Na Europa Ocidental a rádio “via dados” será o futuro próximo, mostrando que lado a lado com novas ameaças, a rádio não estará em crise mas sim em mudança! A rádio está hoje como a box para a TV, com o fim dos canais generalistas e vermos / ouvirmos o que queremos, quando, como e em que contexto!

A rádio numa oferta na hora que apetece e numa lógica dos afectos para os nossos ouvidos!

Uma programação a criar laços, afectos, que nos diga o tempo que faz ou como solucionar os problemas de trânsito, exemplos do que desejamos ouvir! Uma rádio ao encontro do mundo da pessoa, geográfica e em compromisso, abraçando cada um dos Portugueses num todo!

No período de debate vários os temas foram abordados, desde o amor ao próximo como critério de gestão, à área da bioética, espiritualidade e fé, a posição da ACEGE desde o seu Código de Ética (conduta ética seguida na RR, por exemplo para o sector da publicidade) á gestão empresarial ancorada nos “valores humanos” e com o “coração a decidir”!

Vivemos numa era em que tem que se ser diferente, mas onde a gestão que tem que decidir, em vez de decidir por fechar/acabar, com contornos que pesam e doem, decidam numa aposta que não deve ser pela economia que mata, mas antes pelo coração que manda!

A favor do Trabalho e da Valorização da própria Pessoa!

Em vez de só novas tecnologias e pagar para quem não tem trabalho, a alternativa passa por uma Nova Cultura, um Novo Mundo! A resposta estará numa Nova Cultura, não pelas piores razões, mas com uma interacção que seja positiva e a seguir o exemplo do Papa Francisco, exemplo positivo, actual, e em permanente interacção!

E como passou rápido o diálogo interessante que o nosso bom amigo Padre Américo Aguiar nos trouxe, ficando aqui o nosso bem-haja e num até breve!

Nota:

Porto Canal | 24-12-2017 Júlio Magalhães – Padre Américo Aguiar

http://portocanal.sapo.pt/um_video/quz8FNmMvGlSsoStMaKb/

 14ACEGE-Núcleo do Porto