Em Destaque

Líderes Empresariais Segundo a Doutrina Social da Igreja – ACEGE Porto

0 1095
D. António Santos, Bispo do Porto

Foi um enorme prazer para o Núcleo do Porto da ACEGE o facto de ter a oportunidade de abrir o novo Ciclo de Conferências ACEGE 2014/2015, com a presença do nosso BISPO do PORTO, Senhor D. António Francisco, para o recente almoço-debate realizado no passado dia 21 de Novembro na Fundação AEP e para o qual escolheu o tema da sua palestra:

– LÍDERES EMPRESARIAIS SEGUNDO A DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA –

O Senhor D. António Francisco informou os presentes, em sala lotada e com forte componente jovem, que desde há muito que vem acompanhando o trabalho da ACEGE, em particular na partilha de acções a quando da sua recente presença em Aveiro, dando o total apoio e disponibilidade ao Núcleo do Porto, numa partilha de simplicidade, despretensiosa, sincera nos seus sonhos e nos desejos de realização da Igreja do Porto, dando continuidade ao trabalho da Diocese anterior.

As suas primeiras palavras, em tempo de Advento dos tempos novos, foram de saudação e agradecimento pelo trabalho da ACEGE, que nos abre caminhos novos, abre e vê longe!

Conto muito com a ACEGE no mundo empresarial, pela criação de emprego, de valor acrescentado e para o desenvolvimento, afirmou.

Fazendo uma referência aos “lugares abandonados” do mundo actual, como no livro do Prémio Nobel da Literatura de 1948, T.S. Eliot, Os “Coros de A Rocha”, obra que aponta a desolação da vida sem sentido, denunciando o “deserto” existencial em que se transformaram as sociedades modernas e interrogando-se sobre uma possível via de superação.

Numa Europa, a comemorar os 100 da Grande Guerra Mundial, para a qual se deseja “a cada qual o seu trabalho”, para construirmos com esperança uma Europa de Futuro.

Acreditando muito nos Líderes empresariais, como na Igreja, a reinventar a solidariedade, o esforço, a capacidade de sustento e vida de milhares de Famílias, pelo Valor dos Empresários com os seus rasgos de ousadia a serciar o desemprego, no mundo difícil mas abrindo a esperança para um futuro, com empresários a trabalhar na Justiça e para o Bem Comum!

Para um futuro de Portugal, tendo como importante a cultura, dos que têm audácia para ver esse futuro, pela Dignidade da Pessoa Humana, pela Vida, na Liberdade com Responsabilidade, na Solidariedade e de Esperança!

É através dos Empresários e Gestores, com Responsabilidade Moral, que está colocada muito grande parte da Esperança no Futuro, de um Mundo Concreto e de Verdade! Missão concreta dos Líderes Empresariais, ancorados na DSI, como Princípios de Reflexão e Acção, colocando o “Homem no centro de toda a Reflexão – Dignidade Humana, dos Trabalhadores e Famílias”!

Embora fora do contexto do tema, O Senhor D. António Francisco não quis deixar de realçar o trabalho da ACEGE no programa dos Grupos CnE – Cristo na Empresa, que muito admira e pessoalmente colaborou em Aveiro, numa dinâmica inovadora da ACEGE (cidadania na sociedade e na empresa, em oração, reflexão e partilha para o desenvolvimento)!

Desenvolvimento: é o novo nome da Paz!

Referência feita sobre a Abertura à Vida, numa orientação pelo Direito à Vida e suas implicações empresariais, não sendo cerceado o trabalho, o que infelizmente é ainda um temor actual para futuras Mães trabalhadoras, como tema recentemente abordado em reunião onde esteve presente em França!

A Ecologia Humana, onde as Pessoas devem ser o tema principal, que não as coisas, ou, pelo cuidar mais do homem, respeito e dignidade, num horizonte de Missão para os Líderes Empresariais! O Senhor D. António Francisco sublinhou ter experiência de visitas às empresas, vivendo muitas vezes surpreendido com a condição de vida / trabalho duro, causando algumas dificuldades na compreensão dessa ecologia e Dignidade da Pessoa Humana!

Valorização Ética do Mercado, foi também analisada, pondo o dedo na ferida, quando afirmou ser difícil de entender que uns ganhem num só dia o que outros levam meses a produzir (também chamado de Valor Acrescentado!), chamando a atenção para que a técnica, por mais avançada, deve estar sempre ao Serviço do Homem e num Imperativo de Todos Nós!

Lucro pelo lucro é só desastre!

Introduzir o Humanismo nas Empresas e o Valor Centralizador nas Pessoas!

Como enquadramento de uma 1ª palestra ao Núcleo do Porto da ACEGE, o Senhor Bispo relevou que os Empresários e Líderes Cristãos têm a presença e convicção de Fé, para uma partilha da DIOCESE e ACEGE, no Porto!

Bem-haja Senhor D. António Francisco.

ACEGE- Núcleo do Porto