Opinião

Associação Cristã de Empresários e Gestores abre núcleo em Viseu

0 703
Viseu já tem um núcleo da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE). Um espaço que pretende ser de reflexão e debate sobre a vida empresarial e da sociedade à luz dos valores da Doutrina Social da Igreja. 

José Coelho, presidente do grupo Vidis, faz parte do Núcleo que lançou o embrião desta Associação em Viseu. “Queremos promover a ética e a defesa social ligada às empresas”, frisou este responsável, acrescentando que “numa altura em que as dificuldades são maiores, faz sentido a criação de uma Associação ligada à solidariedade e ao apoio social”. 

“Aqui, em Viseu, está a nascer um pequeno embrião que pode ter um grande desenvolvimento. Estamos numa região onde os valores são preservados e queremos ser capazes de promover a reflexão, no sentido de promover esses mesmos valores”, frisou José Coelho. 

O primeiro passo da Associação foi dado com a realização de um jantar debate que contou com a participação de António Pinto Leite, vice-presidente da ACEGE. 

Responsabilidade acrescida
“O país vive actualmente uma circunstância difícil e os empresários cristão têm uma responsabilidade acrescida”, começou por salientar o vicepresidente, explicando que existem desafios que se colocam para um novo paradigma de gestão. 

São eles, na sua opinião, “manter um espírito positivo, numa altura em que as condições são adversas”; “procurar preservar as empresas” e, “ao mesmo tempo, preservar os empregos”. 

“Cabe também a nós batermo-nos para que haja uma justiça na distribuição da riqueza nacional”, sustentou Pinto Leite. 

Cultura de responsabilidade
A ACEGE pretende ser uma referência moral na sociedade portuguesa, contribuindo através de uma atitude frontal de afirmação e esclarecimento, para fortalecer a sociedade civil, ajudando a difundir uma cultura de responsabilidade, “tão necessária ao desenvolvimento de cada um de nódoas empresas, da nossa sociedade e de Portugal”, disse. 

“A Associação é um espaço de melhoria e desenvolvimento do ser humano dos empresários”, concluiu. 

O núcleo de Viseu conta com nomes como Jorge Loureiro, Serafim Campos, Milton Marques, Rui Melo e ainda o padre Manuel Alberto. É objectivo dos seus promotores continuar a desenvolver espaços de debate, esperando-se para breve a apresentação do seu plano de actividades.   

A ACEGE tem seis núcleos no país com cerca de um milhar de empresas associadas.

Diário Regional Viseu, 12-02-2009